domingo, 14 de dezembro de 2014

Polinésia Francesa: Ilha Maupiti

Maupiti seria a última ilha que visitaríamos na Polinésia Francesa. O correto seria ir até lá, umas 30 milhas de distância, e depois retornar a Bora Bora para fazer o check out. Mas, ninguém faz isso. Fizemos a saída na Gerdamerie de Bora Bora e o oficial nos disse que só poderíamos ficar no máximo 24 horas em Maupiti. Só que, depois da saída meu bem, eles não estão nem ai para nós, e ficamos quase três semanas por lá. Acho que em Maupiti a nossa ficha caiu que o nosso sonho de conhecer a Polinésia estava acabando, e não queríamos ir embora. Só para constar, não pagamos nada por três meses de visto na Polinésia Francesa. Nem um carimbo no passaporte tivemos (estranho né?), além de não pagarmos nada ainda fomos agraciados com desconto na compra de diesel, impossível não amar!

Nos avisaram que o passe de Maupiti era um dos mais difíceis da Polinésia, tínhamos que observar a maré e contar com a sorte. Dependendo do vento e do estado do mar, a entrada do passe que é estreita e têm corais de um lado e do outro, quebram muitas ondas, dificultando tanto a entrada como a saída. Isso serviria de desculpa caso fôssemos fiscalizados pela imigração. “O mar estava ruim, não deu para sair!” E dependendo não dá mesmo, nós quase desistimos de entrar. Só conseguimos ver o passe bem de frente para ele, foi nítido, com a ajuda das ondas  quebrando de um lado e de outro. Por causa da maré, tivemos que entrar bem de tardinha, e eu quase tive um treco. Sinceramente, não sei se chegarei viva dessa viajem, é muita emoção para um coração só! Nessas horas Fausto têm um coração de gelo. Eu gritando: Joga pra boreste! Mais pra bombordo! E ele: – Calma, calma, tá tranquilo. Não foi mole não, senti muito medo ver as ondas quebrando nos corais tão perto de nós. O Guruçá literalmente entrou passe a dentro surfando. O capitão têm que ter muita “manha” do barco nas manobras se não báu báu. O canal era comprido, e demorou até fundearmos em frente a vila, só que, do outro lado do canal. Foi saímos de Bora Bora e o tempo mudou, pelo menos em Maupiti, das três semanas que ficamos por lá, mais da metade foi com dias nublados em com chuva, mas os dias de sol compensaram e muito!

Entrada do passe de Maupiti- estreito e com ondas quebrando dos dois ladosEntrada do passe de Maupiti. Olhando agora parece tão calmo mas tenho calafrios só de relembrar.

20140813_190039

IMG_9210

IMG_9150Flores, muitas flores!

Diferente de Moorea e Bora Bora em Maupiti as casas não tinham muro (quando tinham era muros de flores) então eu pedia licença e ia entrando no quintal tirando fotos. Ganhava tímidos tchauzinhos e ainda perguntavam se eu queria água ou alguma outra coisa. Tô para conhecer um povo tão gentil.

IMG_9181

20140807_154802

20140805_220220Uma igreja que ao invés de uma cruz, tinha uma âncora na entrada.

Praticamente em todos os quintais das casas haviam túmulos. Cada família enterra seus mortos no quintal da sua casa.

IMG_9174Essa casinha era um túmulo.

Em frente de onde estávamos fundeados havia uma família que jogava bola todos os dias a tarde, e quando havia velejadores eles adoravam. Fizemos amizade com essa família e foi muito legal porque as crianças estavam de férias e arranjavam coisas para fazer todos os dias, éramos intimados a ir junto! As crianças de Maupiti com uns 12 anos para cima estudam em uma outra ilha, Raiatea. Depois se quiserem fazer faculdade vão morar em Papeete. O governo paga a hospedagem, alimentação e dão um tipo de bolsa família para os pais manterem os filhos na escola.

20140811_220202

IMG_9306

Fomos com essa família a um local onde as arraias jamantas tomavam o seu café da manhã. O almoço era em outro lugar mas os nativos não contam onde é, um segredinho deles… Não foi muito legal porque haviam uns 30 turistas com uma extenção e a câmera GOPRO na ponta. As arraias, claro, pocavam fora. Os idiotas queriam tirar foto do fiofó da bichinha, só podia… Eu vi somente uma, fugindo, e Fausto não teve sorte. Peguei essa foto emprestada do CAT MOONWALKER para vocês terem uma idéia do tamanho delas.

IMG_0615

Depois do mergulho, fizemos um pick nick em uma ilha que pertencia a essa família. Nesse local, arraias de uma outra espécie são cevadas, coisa para turistas, mas eu amei mesmo assim!

IMG_9296

IMG_9260

IMG_9248Os bobocas querendo fotografar dentro da boca da arraia…

20140811_171141

20140811_164427

IMG_9275

IMG_9271

20140811_164032

Agora olhem eu “me metidando” Smiley surpreso

IMG_9193

IMG_9207

Maupiti foi a ilha preferida do Fausto na Polinésia Francesa.

20140811_174946

Durante nossa estadia na ilha, aconteceu o maior bafão (fofoca) de todos os tempos. Em Maupiti era um entra e sai de veleiros danado, principalmente catamarans de charter que fazem a rota Bora Bora - Maupiti. Dos veleiros que estávam viajando contamos sete catamarans e um monocasco. O monocasco pertencia a um Holandês que estava sozinho e não cumprimentava ninguém, o senhor era uma simpatia! Smiley sarcástico Pois esse Holandês subiu o morro de Maupiti, o principal ponto turístico de lá, e hasteou uma bandeira gigante da Holanda. Logo em seguida pegou seu veleiro e foi-se embora. Claro, o filho de uma égua não teve coragem de continuar na ancoragem, e a bomba caiu sobre os outros velejadores. Íamos em terra, com uma bandeira do Brasil amarrada na mochila, só assim o povo parou de olhar torto para nós! Conversamos com alguns nativos que nos disseram que se o Holandês fosse pego, ele seria uma pessoa não grata ou algo do tipo. Ele nunca mais poderia entrar em território francês. O povo tinha todo o direito de se sentir  ofendido. A maioria dos nativos não são lá muito chegados nos franceses mas nos Holandeses menos ainda. Eu tentando fazer piada, toda vez que comentavam o caso eu dizia que era pura inveja porque foram os franceses que se apossaram de suas terras e não os holandeses. Eles entendiam, e riam. No fundo no fundo, acho que eu estava certa. Pura inveja e falta de vergonha na cara. Nada contra Holandeses não viu gente, só que esse cara queimou o filme dos velejadores.  Provavelmente todos os outros Holandeses que passarem por lá não serão bem recebidos e nem saberão o porquê! Daí, vão sair falando mal do povo de Maupiti, e virará uma bola de neve. #coisademoleque! 

Subi esse morro de Maupiti e tive a vista mais espetacular da minha vida até hoje (espero ter muitas mais!). Continua…

Até semana que vem!

Guta

Comentários
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar:

Postar um comentário

Estamos viajando e não temos uma conecção a internet fixa a bordo.
Por esse motivo, certamente seu comentário demorará a ser postado, poderá não ser respondido, mas será lido.
Se ainda assim, quiser comentar fique a vontade!