domingo, 17 de maio de 2015

Atol Wolai na Micronésia

Saímos de Kavieng na Papua Nova Guiné com intenção de chegarmos nas Filipinas. Antes passaríamos pelo atol Wolai na Micronésia. Para quem ainda não leu, essa travessia não deu certo pois pegamos um tufão pelo caminho, contei tudo AQUI. 

A nossa passagem por Wolai foi muito rápida devido aos acontecimentos. Só fomos em terra dois dias depois do tufão, e logo em seguida fomos embora porque já havia outros dois tufões se formando. Tirei poucas fotos e  depois ainda perdi o cartão de memória, estava meio traumatizada, aérea. Só dias depois caí em mim. Como assim Guta sua burraaaaaa! Você vai em um atol na Micronésia tira poucas fotos e ainda perde o cartão, orelhuda!

Além de nós, havia um casal de Argentinos no Elato atol mais a leste e ao norte do atol que estávamos (eles não correram risco com esse tufão que passou bem ao sul de onde estavam). Vou juntar o que eles nos contaram e o que eu vi, só para vocês terem uma noção desses dois atóis micronésio ok?

Quando soubemos da passagem do tufão, os nativos da ilha foram prestativos, e nos convidaram a passar a tormenta em terra, em casas abrigos (coisa que negamos porque não deixaríamos o barco sozinho). Fomos muito bem orientados pelo Matias, um tipo de chefe da parte náutica da ilha e pelo Alan, um professor que também nos ajudou passando a trajetória do tufão, sempre preocupado com o nosso bem estar a bordo. Os adolescentes que vieram ajudar ao Fausto a retirar e depois a recolocar a nossa vela grande também eram prestativos e alegres. Como só descemos em terra depois do tufão, a ilha estava uma bagunça. Muitos coqueiros e bananeiras caídos. Pela primeira vez conhecemos uma comunidade em que as mulheres usavam o busto nu ou peitos de fora Smiley surpreso. Os homens mais jovens usavam tanguinhas e os mais velhos sarong (canga), praticamente todos com coroas de flores na cabeça. Demos uma volta na ilha e as pessoas foram muito simpáticas. Uma pena não termos tido mais tempo de ficar por lá. Teria sido uma excelente experiência.

Os argentinos Sandra e Sebastian tiveram a sorte de pegar uma festa muito importante na ilha em que estavam. Um ritual de passagem (quando uma menina fica menstruada pela primeira vez), foram três dias de festa. A Sandra me contou que eles foram convidados, mas que não poderiam tirar fotos, depois ela entendeu o porquê. A menina, agora mulher, ficava toda enfeitada de busto nu em cima de um “altar”, os outros rezavam e depois cantavam em torno dela. A Sandra disse que se sentiu maravilhada por estar apreciando um ritual de passagem, mas ao mesmo tempo, envergonhada pela menina semi nua ali para todos verem. Interessante isso né? Claro que aquilo para eles era normal, mas como é tão diferente da nossa cultura, tendemos a nos sentir envergonhados ou como muitas vezes acontece comigo (tenho que me policiar) fico revoltada, com raiva. Nesse caso, acho que também ficaria envergonhada.

Fora isso, diz a Sandra que se amarrou nas danças e principalmente na comida. Ela comeu um tipo de pão de coco assado na folha de bananeira delicioso. Os dois foram  empanturrados de comida por três dias, e em cada dia ganhavam uma coroa de flores diferentes para a hora das celebrações.

A Sandra foi mordida por um cachorro, coitada, e disse que achou a ilha suja, com muito lixo. Depois eles passaram pela ilha que estávamos (chegaram um dia depois que saímos) e acharam a “nossa ilha” mais limpa e organizada.

Pelo que reparei, ficou moça, já pode se casar e ter filhos. Conheci uma mocinha de 13 anos com um menino lindo no colo. – É seu irmão? – Não, é meu filho! O pai, um garoto com cara de mais moleque ainda, apareceu em seguida.

O bebê é esse lindinho abaixo que estava no colo da avô. Só tenho essas fotinhas de Wolai. As outras ficaram no cartão de memória perdido. Smiley chorando 

Fotografei um menino lindo com uns três aninhos  que tinha  um porquinho filhote no colo, uma cena linda, e perdi. Não me conformo! Smiley chorando

20141203_230331

20141204_020735Os rapazes que nos ajudaram a retirar e depois colocar a vela grande. Fiz uma pasta e eles adoraram!

20141203_230317Casinha típica de lá.

20141203_225114

20141204_031503

20141203_230924

Nem preciso dizer que Wolai era um espetáculo né?!

PS: Dia 19/05 é o meu aniversário! Só Deus sabe onde estaremos. Conto como foi depois! Smiley festeiro Bolo de aniversário Presente com laço

Comentários
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar:

Postar um comentário

Estamos viajando e não temos uma conecção a internet fixa a bordo.
Por esse motivo, certamente seu comentário demorará a ser postado, poderá não ser respondido, mas será lido.
Se ainda assim, quiser comentar fique a vontade!