domingo, 2 de agosto de 2015

Bali- Indonésia

Assim que começamos a entrar no canal de Sanur o nosso amigo Ben que estava surfando começou a gritar e foi nos receber na ancoragem. O tempo estava bem feio e acabou caindo o maior toró. Havia muitas poitas disponíveis para aluguel, mas as que pegamos estavam sem manutenção fazia muito tempo e não eram confiáveis. Acabamos jogando ferro, longe da maioria das embarcações e bem próximo da praia de Sanur, uma orla linda, com várias pousadas e resorts.

20150214_092804

O Ben veio a bordo e foi aquela festa. A figura nos convidou para um churrasco de um amigo australiano que a mãe havia acabado de chegar em Bali para visitar. A senhora conseguiu esconder uma peça de carne australiana na bagagem, só para o filho comer um churrasquinho (coisa de mãe né?!) em toda Indonésia, Malásia e Tailândia é muito dificil encontrar carne de boi para comprar, quando encontrávamos ou já estava “verde” ou era muito cara. Lá fomos nós no churrasco. Caraca, tive que me controlar viu? Assim que coloquei aquele pedacinho de carne sangrento com uma gordurinha na boca, quase virei uma leoa e devorei tudo! Credo, baixou o instinto selvagem!  Não comíamos carnde de boi desde Samoa Americana, acho que há uns seis meses, pense na seca que nós estávamos!?

20150214_151552O Ben de braços abertos, a Rosângela e o filho deles Joshua (que da última vez que vimos tinha uns dois anos) o Dave e a mãe.

O Ben e família estão velejando pelo mundo e passam temporadas em terra, dessa vez estavam morando em Bali. Quando chegamos, eles iriam para as Filipinas no dia seguinte buscar o veleiro deles que estava em uma marina por lá, ou seja, foram horas intensas de valiosas informações que ambos nos passaram. O nosso muito obrigado ao casal Coração vermelho.

Da ancoragem até o resort onde deixávamos o nosso bote era uns 10 minutos motorando. Havia o problema da maré e a praia era de areia fofa. Subir o bote, mesmo com as rodinhas dava trabalho.

IMG_0257

Deixávamos o bote em frente a um resort e uma escola de mergulho e surf que o Dave é proprietário.

20150318_121524

20150318_121302

Começamos a explorar a ilha. Bali têm muitas praias e têm a parte de montanhas. Nós já estávamos meio que saturados de praia, então focamos nosso tempo em conhecer o interior da ilha. Não, vocês não verão fotos da praia que a Julia Roberts fez o filme Comer, Rezar e amar. Sorry!

O bairro de Sanur é cheio de resorts e pousadas belíssimas. Quando passeávamos pela orla eu ficava de queixo caído com tanta beleza. Os jardins bem cuidados, a arquitetura e decoração  simples e ao mesmo tempo  lindas. Como dizia uma amiga argentina: Me encantantei! Os balineses são detalistas e fazem varios objetos de decoração espetaculares que são vendidos pelo mundo. O mais legal de tudo é que tanto os resorts como as pousadas eram “abertas” , tipo assim, podíamos passear por dentro dela e conhecê-las. Se tomássemos uma cerveja no bar, já podíamos usar a área de recreação, com aquelas piscinas que vemos em fotos de revistas  e ficamos babando sabem?! E ainda por cima com wifi liberado. Era o paraíso!

Você poderia cair no mar,

20150318_124538

Tomar banho de água doce,

20150318_123020

20150318_123115

Pular na piscina,

20150318_123409

Fazer uma massagem,

20150318_123430

E tomar sol. A vida de turista é basicamente assim em Bali.

20150318_123219

20150225_112411

20150225_112535

20150225_112615

20150225_112549

20150304_144259

20150304_152903

20150304_151728

20150304_151643Praticamente todas as pousadas tinham uma biblioteca.

20150304_151615

20150304_151542

20150304_150927

20150304_151348

20150304_150604

20150318_122912

20150318_123317

Era assim ô: Pousada “aberta” (sem portões ou muros), passarela/ciclovia e praia do outro lado.

20150304_150840

20150304_151323

20150304_144056

Uma coisa interessante em Bali são os portões das casas. Alguns têm estátuas uma de cada lado do portão para proteger contra entrada dos maus espíritos (falarei sobre a religião em um outro post), daí eu virei a paranóica dos portões, queria fotografar todos os que via. Fausto teve muita paciência comigo em Bali, coitado, a cada passo eu dizia: Péra aí um pouquinho; Só um minutinho…

20150216_114533

20150218_105258

20150218_105413

Depois de tanto bater perna, no final do dia sempre terminávamos no happy hour do bar Bambú, em frente a praia.

20150318_121837

20150218_181320

Na boa, o bairro de Sanur era tão legal que prendia a gente, era difícil querer sair para conhecer outros lugares.

Até semana que vem!

Comentários
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar:

Postar um comentário

Estamos viajando e não temos uma conecção a internet fixa a bordo.
Por esse motivo, certamente seu comentário demorará a ser postado, poderá não ser respondido, mas será lido.
Se ainda assim, quiser comentar fique a vontade!